Site Autárquico de Vila do Bispo

Início |quinta-feira, 17 de agosto de 2017 | Mapa do Site | Adicionar aos favoritos |
-a +A
Mapa do Concelho

PUBLICAÇÔES

Iniciativas

Planos Municipaisfestival de Observação de AvesComissão de Proteção de Crianças e JovensVila do Bispo Arqueológica | Terra de DescobertasProteção CivilApresentação do Programa Polis Litoral Sodoeste Vila do BispoSistema de Gestão da QualidadeDescubriter

Vila do Bispo vence “Prémio Município do Ano Portugal 2017”

28/07/2017

O município de Vila do Bispo venceu o “Prémio Município do Ano 2017”, a nível regional, com o projeto “Evocação das Operações do U-35 em Sagres”.

A gala de entrega dos prémios decorreu, ontem, dia 27 de julho, no Fundão, onde a Câmara Municipal se fez representar pelo seu presidente, Adelino Soares, para receber o respetivo galardão.

A autarquia candidatou-se a este prémio, atribuído pela Universidade do Minho, com o projeto “Evocação das Operações do U-35 em Sagres (1917-2017)”, que decorreu no passado dia 24 de abril na Vila de Sagres, quando perfizeram os 100 anos sobre as ações protagonizadas pelo submarino da Marinha Imperial da Alemanha “U-35” nas águas do nosso concelho. Nesse dia, os destroços dos navios afundados nessa ocasião passaram a integrar o Património Cultural Subaquático da Humanidade (UNESCO).

A data foi assinalada pelo Município e pela Marinha Portuguesa com uma cerimónia protocolar, com a apresentação do livro “As Ações do U-35 no Algarve” e com o descerramento de uma placa evocativa no Forte de Santo António do Beliche, seguindo-se uma deslocação aos locais de dois dos naufrágios e de um mergulho nos restos do navio “Torvore”.

Tratou-se do culminar de todo um trabalho intenso protagonizado pela Câmara Municipal de Vila do Bispo e pela Escola Naval, que envolveu também o uso de tecnologia de ponta da Marinha Portuguesa, os serviços da Universidade de Alicante, a comunidade escolar de Vila do Bispo e de Lagos, o interesse dos representantes diplomáticos das repúblicas alemã e francesa, bem como a hotelaria, os empresários da restauração e as empresas marítimo-turísticas locais (entre outros).

Este projeto, a partir dos resultados já alcançados, servirá de ponte para a criação, no futuro, de um itinerário subaquático nos destroços; para o alargamento das investigações aos vestígios da 2.ª Guerra Mundial e, igualmente, para uma eventual revitalização do naufrágio do navio de guerra francês “L’Océan”, afundado em 1759, entre as praias da Boca do Rio e da Salema.

Tal como em outras situações análogas, através de uma dinâmica inter-relacional entre Investigação – Evocação – Perspetivas de Futuro, a Câmara Municipal de Vila do Bispo pretende, com este projeto, dotar as empresas locais de conhecimentos e de condições que lhes permitam desenvolver as suas competências na área do Turismo Náutico, visando o melhoramento da qualidade dos serviços por elas prestados aos visitantes, nacionais e estrangeiros, que nos procuram. Visando esta perspetiva de desenvolvimento, merece igualmente destaque o facto de o Município integrar o Projeto de Cooperação Transfronteiriça Algarve – Andaluzia POCTEP “ODYSSEA BLUE HERITAGE” (destinado ao Turismo Náutico) e apoiar a realização, em Sagres, do XXXI Campeonato do Mundo de Pesca Submarina, no próximo ano de 2018.

Recorde-se que esta iniciativa organizada pela Universidade do Minho, através da sua plataforma UM-Cidades visa reconhecer e premiar as boas práticas em projetos implementados pelas autarquias com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e a sustentabilidade do município, bem como colocar na agenda a temática da territorialização do desenvolvimento, perspetivada a partir da ação dos municípios e ainda dar visibilidade e reconhecer, em diferentes categorias, realidades diversas que incluam as cidades, mas também os territórios de baixa densidade nas diferentes regiões do país.