Site Autárquico de Vila do Bispo

VILA DO BISPO, VIA ALGARVIANA E ESCOLA ARTÍSTICA ANTÓNIO ARROIO JUNTOS PARA DAR A CONHECER O EXTREMO SUDOESTE DA EUROPA

19/04/2022

A turma 12º L da Escola Artística António Arroio, de Lisboa, veio conhecer o concelho de Vila do Bispo no âmbito de um projeto de Formação em Contexto de Trabalho. O projeto é feito em coordenação com a autarquia de Vila do Bispo e com a equipa de gestão da GR13 - Via Algarviana e terá como resultado a publicação de um novo folheto turístico para este território que já na antiguidade era referido como o “Cabo Sagrado do fim do Mundo”.

Este novo material pretende ter uma visão integrada da paisagem e do património natural e cultural deste território, num formato que se distingue pelo cuidado gráfico e pela visão artística dos alunos, orientados pelos professores Nuno Ramos e Sofia Machado. A visita decorreu nos dias 8 e 9 de abril e teve por anfitriões Ricardo Soares, arqueólogo municipal, e Anabela Santos, coordenadora da GR13 - Via Algarviana.

No primeiro dia os alunos apresentaram as propostas de folhetos dos diferentes grupos de trabalho no Centro de Interpretação da Lota de Sagres, no Porto da Baleeira. O segundo dia foi preenchido pela visita a locais de interesse do concelho: Farol do Cabo de São Vicente, Vale Santo, menires de Milrei e do Padrão, pegadas de dinossauro da Praia da Salema e complexo natural e arqueológico da Boca do Rio. Houve ainda oportunidade para mostrar a sinalética da GR13 – Via Algarviana.

 A proposta é inovadora: além de criarem um folheto com roteiros temáticos para quem visita a região, os alunos vão conceber, em simultâneo, um roteiro pensado para os mais pequenos, de forma a despertar a curiosidade e a tornar mais acessível a descoberta destas paisagens. Desta forma, as famílias que visitarem Vila do Bispo poderão fazê-lo em função dos interesses de adultos e de crianças.

 Para o Município de Vila do Bispo, trata-se de uma oportunidade de criar um material alinhado com os conceitos de “museu do território” e de “museu da paisagem”, duas das ideias que estão na base do Museu Municipal de Vila do Bispo - Celeiro da História, projeto museológico a inaugurar nos inícios de 2023.

 Ricardo Soares, arqueólogo municipal, está a acompanhar esta colaboração com a Escola António Arroio e com a GR13 - Via Algarviana: “Em meu entender, trata-se de uma iniciativa extremamente enriquecedora para todas as pessoas envolvidas, com resultados que vão muito além dos objetivos formais do projeto. No decorrer e desenvolvimento do trabalho, a relação com os professores responsáveis e com os alunos tem sido bastante profissional, com projetos finais de elevada qualidade, passíveis de produção gráfica enquanto produtos diferenciadores e úteis ferramentas de divulgação do território. Na perspetiva do Município, fará todo o sentido estreitar esta relação de cooperação por meio de um protocolo de continuidade, que permita a elaboração de novos conteúdos de divulgação e de promoção institucional e territorial, contribuindo para a formação profissional dos alunos finalistas de uma escola artística de referência nacional. Acreditamos que a visita de estudo ao concelho de Vila do Bispo se tenha revelado como uma experiência impactante que ficará positivamente registada na memória destes jovens, tendo permitido o contacto pessoal com um conjunto de realidades patrimoniais e paisagísticas por eles trabalhadas enquanto conteúdos dos seus projetos de comunicação gráfica. Esperamos que a qualidade e a criatividade das suas propostas tenham sido justamente recompensadas com esta visita a Vila do Bispo, terra que ficará seguramente impressa na memória geográfica, emocional e afetiva destes jovens. “

Para os 23 alunos envolvidos neste projeto, com idades entre os 16 e os 19 anos, trata-se da oportunidade de criar um material que põe à prova a sua criatividade e a capacidade de trabalhar soluções de design num ambiente real. Nas palavras do professor Nuno Ramos, "É importante que os alunos tenham uma experiência de trabalho com um cliente real. É-lhes apresentado um desafio e eles têm de dar resposta, passar por todo um processo que os ajuda a prepararem-se para o mundo profissional. Há vários anos que propomos este tipo de trabalho a associações e outras entidades, sempre num regime pro bono, e tem sido uma experiência incrível para os alunos. Não só pela oportunidade de trabalharem fora da escola, mas também porque estas visitas ao terreno, como a que fizemos nestes dois dias aqui em Vila do Bispo, abrem-lhes muitos horizontes e dão-lhes a conhecer outras regiões do país, pessoas e património a que muitas vezes não têm acesso. A Câmara de Vila do Bispo respondeu com grande entusiasmo à nossa ideia, a equipa da Via Algarviana estabeleceu esta ponte e deu um grande contributo para conseguirmos juntar todas as peças necessárias ao nosso trabalho, e ambos foram incansáveis durante o tempo da nossa visita."

Anabela Santos, coordenadora da Via Algarviana, destaca a importância de dar a conhecer à comunidade escolar a riqueza do património natural e o potencial do turismo sustentável neste território: "Sabemos que as pessoas valorizam aquilo que conhecem. Vila do Bispo é um território riquíssimo em termos de património natural. Por aqui passam os dois últimos setores da Via Algarviana, temos também uma pequena rota que mostra algum património megalítico. Há ainda roteiros de observação de aves, de flora... O nosso trabalho, ao longo dos anos, tem sido dar a conhecer estes valores, através da nossa rede de percursos pedestres. O projeto com a Escola António Arroio é uma excelente oportunidade de criar um material de divulgação diferenciador, muito focado no turismo de natureza e com uma componente artística pouco comum nestes materiais. Muitos destes alunos não conheciam Vila do Bispo e seguramente voltarão. Além disso, o olhar deles é diferente do de quem cá vive. Estão atentos a certos detalhes, é muito interessante ver a forma como reagem a esta paisagem, e que depois se espelha nos trabalhos que fazem".

A colaboração com a Escola António Arroio vai prolongar-se ainda por algumas semanas. Os materiais que estão a ser desenvolvidos estarão terminados no final do ano escolar. Os trabalhos selecionados serão divulgados pelo município de Vila do Bispo e pela GR13 - Via Algarviana.

___________________________

 

Sobre a GR13 - Via Algarviana:                                                                                            

A GR13 – E4 “Via Algarviana” liga Alcoutim ao Cabo de São Vicente, numa extensão de cerca de 300 quilómetros percorrendo os territórios de Baixa Densidade. A Via Algarviana, neste momento, além do seu eixo principal, apresenta uma grande rede de produtos complementares englobando assim 13 concelhos do Algarve (Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira e Vila do Bispo).  

 

O projeto Via Algarviana tem contribuído para o desenvolvimento de uma rede de percursos pedestres no Algarve, devidamente sinalizados e divulgados, e tem levado a cabo a missão de promover o património natural e cultural do interior algarvio, com a dinamização de serviços de alojamento e restauração, levando cada vez mais visitantes ao “Território Via Algarviana”, localizado no interior algarvio.

Próximos eventos

Multimédia

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba sugestões, notícias e eventos do nosso município na sua caixa de email.

Contactos